Out of stock: produtos esgotados aumentam 172%

A pandemia veio acelerar a transição digital e empurrou muitos negócios e pessoas para o comércio electrónico. Mas estariam todas as marcas preparadas para esta mudança? Dados da Adobe Analytics sugerem que não, uma vez que muitos produtos que os consumidores tentaram comprar online encontravam-se, repetidamente, sem stock disponível.

Ao analisar mais de um milhão de milhão de vistas online a muitos dos principais retalhistas online dos Estados Unidos da América, a Adobe Analytics deu conta de produtos esgotados mais 24% das vezes em Agosto deste ano do que no mesmo mês de 2020. Comparando com Janeiro de 2020, ou seja, período pré-pandemia, a diferença face a Agosto último é ainda maior: 172%.

Quer isto dizer que o número de vezes em que se registaram produtos esgotados em Agosto deste ano foi 172% maior ao verificado em Janeiro de 2020. A análise tem por base artigos de 18 categorias e informações sobre stocks recolhidas directamente dos retalhistas abrangidos.

«Nunca vimos um valor tão elevado como este nos cerca de 10 anos em que elaborámos este relatório. É um recorde», garante Taylor Schreiner, director da Adobe Digital Insights, citado pela CNN. De acordo com o responsável, os consumidores estão a sentir o impacto e nem sempre irão encontrar aquilo que procuram.

Embora não ofereça uma descrição concreta dos artigos esgotados por categoria, Taylor Schreiner indica, porém, que o vestuário apresenta, actualmente, o maior nível de produtos esgotados. Seguem-se os artigos desportivos e para bebés, os equipamentos electrónicos e os produtos para animais.

pub


Artigos relacionados
Comentários
A carregar...