Ongoing vende posição de 23,13% na Impresa

Ongoing_2A Ongoing alienou na passada sexta-feira 23,13% do capital do grupo Impresa, anunciou a empresa liderada por Nuno Vasconcellos em comunicado enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM). Com esta operação, a empresa garantiu um encaixe a rondar os 50 milhões de euros.

No seguimento da venda, a Ongoing, que controla o “Diário Económico”, passa a ter uma posição residual no capital do grupo de media encabeçado por Francisco Balsemão. A Ongoing “alienou 38.857.390 [de] acções correspondentes a 23,13% do capital e direitos de voto da Impresa SGPS, S.A. (“Impresa”), tendo, assim, reduzido a sua participação qualificada nesta sociedade abaixo do limiar dos 2%”, lê-se no comunicado enviado à CMVM.

A operação vem colocar um ponto final num conflito entre a Impresa e a Ongoing, que teve inicio quando a empresa liderada por Nuno Vasconcellos tentou comprar a TVI em 2009, ao mesmo tempo que mantinha uma posição relevante no seio da dona da SIC. O conflito entre as duas empresa originou processos judiciais interpostos pela Ongoing contra a Impresa, que foram entretanto retirados por parte da empresa de Nuno Vasconcellos no Verão do ano passado.

A venda «coloca um ponto final numa estratégia hostil de tentativa de controlo de um grupo de comunicação livre e independente» e «revela o interesse que o grupo Impresa desperta junto dos investidores», sublinha Francisco Pinto Balsemão, em reacção à notícia do negócio, numa nota enviada à comunicação social.

Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
Isabel Barros distinguida com prémio «Excelência» na liderança. Foi a única portuguesa
Automonitor
Portugal a caminho de bater recorde de produção anual