Onde se fala de fado? Em 101 países

Um estudo da Cision revela que a palavra “fado” foi mencionada 30.986 vezes nos meios de informação online de todo o mundo, ao longo do último ano. Destas, 13.968 referências foram feitas fora de Portugal, num total de 101 países.

EUA (com 3997 referências), Espanha (1879), Alemanha (1500) e Brasil (1087) são os países além-fronteiras que contam com mais referências ao género musical português, reconhecido em 2011 como Património Imaterial da Humanidade pela UNESCO. Mas há ainda menções em países como o Togo, Haiti, Camboja ou Sri Lanka.

“Este número impressionante demonstra que o fado há muito deixou de ser um visitante passageiro de outros pontos do globo, mais ou menos distantes, passando a fazer parte dos gostos e consumos musicais de diferentes culturas, espalhadas um pouco por todo o planeta”, refere a Cision em nota de imprensa.

O estudo revela ainda que a fadista Amália Rodrigues continua a ser uma figura reconhecida e recordada além-fronteiras, mesmo 15 anos após a sua morte. Com 3175 referências em meios de informação, Amália foi, no período analisado, a fadista que registou o maior número de menções.

Seguem-se artistas, de várias gerações, como Mariza (3095 referências), Ana Moura (2189), Carlos do Carmo (2057), Carminho (1966), Camané (1859), Gisela João (1359) e António Zambujo (1170), entre outros.

O estudo decorreu entre os dias 13 de Abril de 2014 e 13 de Abril de 2015, num universo de mais de 730 milhões de artigos pesquisados em cerca de 85 mil sites de informação online em todo o mundo.

Ler Mais
Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
Acompanha aqui o lançamento oficial do Sapo Prime, uma nova forma de comprar conteúdos jornalísticos
Automonitor
Europa: Vendas da Hyundai superam mercado