O Spotify não é ameaça ao Grupo MCR

Com a pandemia e os ouvintes em casa, também a rádio teve que se adaptar. Agora, o caminho será feito cruzando o meio físico com o digital, reconquistando investimento e novos públicos. O streaming, esse, é um desafio que já está a ser agarrado pelo Grupo MCR.

Texto de M.ª João Vieira Pinto

Foto de Paulo Alexandrino

Se 2019 foi o grande ano para o meio rádio, a vontade declarada no Grupo MCR – que responde por marcas como uma Comercial, Cidade ou M80 – é regressar aos números ou melhorá -los. E isso consegue-se com reforço de audiência, conquista de investimento, lançamento de novos produtos e chegada a outros públicos, em particular o mais jovem. Salvador Bourbon Ribeiro, CEO da Media Capital Rádios (MCR), garante que o caminho está a ser feito e promete novidades para breve. Diz que o streaming não é uma ameaça, antes uma oportunidade, e que as marcas da MCR irão surpreender, também aqui. «Estamos preparados, em todas as estações, para o maior acontecimento ou mudança que possa existir no merca ­ do da rádio», garante em conversa com a Marketeer, dias depois de terem acontecido em Lisboa os Radio Days – maior encontro europeu de players desta indústria.

Para ler o artigo na íntegra consulte a edição de Novembro de 2021 da revista Marketeer.

pub


Artigos relacionados
Comentários
A carregar...