O segredo para um anúncio de sucesso com 6 segundos é…

A Teads e a Realeyes analisaram 166 anúncios de seis segundos de 75 marcas e perceberam que existem alguns pontos em comum entre aqueles que têm melhores resultados junto do público. Ao recorrer a tecnologia de reconhecimento facial, conseguiram medir as reacções dos espectadores e chegar a algumas conclusões.

O estudo, reportado pelo site Marketing News, aponta algumas estratégias para assegurar que a atenção dos consumidores é conquistada, mesmo num tão curto espaço de tempo. Começando desde logo pela capacidade de contar uma história: os anúncios que o conseguiram fazer atingiram uma pontuação melhor no que concerne o impacto emocional.

No geral, numa escala que vai de 1 a 10, os anúncios de seis segundos ficam-se por uma média de 3,6 pontos em termos de impacto emocional – apesar de serem mais vistos –, ao passo que os anúncios de 30 segundos registam uma média de 5,1 pontos.

O segundo conselho envolve a personalização da produção tendo em conta os diferentes dispositivos em que o anúncio poderá ser visualizado. Isto significa que é preciso levar em consideração o facto de o público assistir a este tipo de conteúdos, habitualmente, sem som e em ecrãs de reduzidas dimensões.

Ainda assim, já existem campanhas de vídeo criadas para ambientes mobile que acabam por ser exibidas também na televisão. Nesse sentido, o estudo recomenda que a marca seja visível desde o primeiro momento, que existam legendas sempre que haja voz e que sejam incluídos elementos gráficos.

Destaque ainda para o recurso ao humor: os anúncios com um tom mais leve e humorístico registaram níveis de engagement 35% superiores àqueles que não optaram por este caminho. Além disso, é sugerido que o anúncio contenha um call to action. Uma vez que os seis segundos poderão funcionar como um teaser para o espectador, é boa ideia reforçar esse aspecto com algum tipo de apelo à acção.

Ler Mais
Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
Estes 10 benefícios vão ser os mais desejados pelos colaboradores em 2020
Automonitor
Os peculiares protótipos que a Daihatsu vai levar a Tóquio