O que querem as crianças hoje?

O 7.º seminário Kids and Teens vai discutir os comportamentos dos jovens nos dias de hoje e perceber como vivem. E uma das conclusões mais notórias é a influência nos avós na gestão do dia-a-dia.

Sabia que 52% das crianças usam Facebook? Que 6 em 10 têm telemóvel? E sabia que as marcas preferidas dos consumidores mais jovens são a Lego, a Nike e a Toys’r’us? Dar a conhecer a nova geração de consumidores é o objectivo do seminário Kids and Teens, a realizar-se a 24 de Fevereiro.

“A Reinvenção da Família Alargada” é o tema deste ano. Um painel de profissionais nacionais e estrangeiros de diferentes áreas irá debater a temática, numa iniciativa onde serão ainda apresentados em exclusivo alguns dos resultados do Estudo Fórum da Criança.

Em destaque nesta 7.ª edição está o novo papel dos avós nas famílias actuais como peças-chave na gestão do dia-a-dia e na educação das crianças. Segundo o estudo Fórum da Criança, 69% dos avós vai com os netos à rua, 66% está com eles em casa ou depois das aulas, e 56% faz algumas compras de roupa e calçado. Mais: cerca de 72% dos pais elegem os avós como os principais parceiros na educação dos filhos, sublinha o documento.

Entre os oradores presentes estarão Miguel Gonzalez, responsável pela agência espanhola especializada em Marketing e Comunicação Infantil e Familiar “The Modern Kids and Family”, Miguel Osório, responsável pela Zippy, Inês Lima, directora de Comunicação e Marketing da McDonalds, Laurinda Alves, jornalista, e Jorge Ruano, responsável de Marketing da Dreamia – Canal Panda.

O seminário decorre no Auditório Artur Agostinho, no Estádio Alvalade XXI, em Lisboa, no dia 24 de Fevereiro, pelas 9h e é promovido pela Brandkey em parceria, nesta 7.ª edição, com a Ipsos Apeme.

A Marketeer entrevistou Leonor Archer, responsável pelo departamento de Marketing Infantil da Brandkey, sobre a iniciativa.

O 7.º seminário Kids & Teens tem como mote “A reinvenção da família alargada”. Por quê a escolha deste tema?

Este é um tema que se encontra na ordem do dia: as famílias portuguesas “alargaram” e “reinventaram-se” com as alterações sócio-económicas do país. No estudo do Fórum Criança, o maior estudo de mercado realizado em Portugal, até à data de forma contínua, estudámos já seis mil crianças, 1200 encarregados de educação e, nesta última edição, incluímos os avós. A família, como primeira instituição onde a criança se insere, tem que ser estudada. Não se pode compreender os hábitos e comportamentos das crianças sem observar o todo, o contexto onde têm as suas vivências do quotidiano. E ao longo das diversas edições, detectámos que os avós têm assumido um papel de extrema importância na dinâmica das famílias. Estes aparentemente pólos opostos, estão mais unidos do que nunca, não só em termos emotivos, como cognitivos e interactivos. Por um lado, os avós de hoje em dia são mais jovens fisiológica e psicologicamente. Estão mais informados e up to date com as novas tecnologias. Este facto, per si, aproxima as gerações. Por outro lado, nos hábitos do dia-a-dia, participam activamente na vida das crianças: o estudo demonstra que os avós vão às compras com as crianças, acompanham-nas nos estudos, nas actividades extra curriculares e até na comunicação digital. Dados do estudo Fórum Criança, Comunicação e Publicidade dirigida a crianças, em digital, imprensa, televisão, entre outros, são alguns dos tópicos abordados neste estudo e que terão igualmente lugar no seminário que se realiza no próximo dia 24 de Fevereiro.

Quais os objectivos da organização para esta sétima edição do evento?

Com esta 7.ª Edição do seminário, pretendemos  continuar a aprofundar o conhecimento sobre o target Kids&Teen: O que fazem as crianças no dia-a-dia? Como se ligam entre si e ao mundo? Como se relacionam com os media tradicionais? Quais os conteúdos de media mais valorizados pelas crianças? Quais as suas marcas preferidas?

Actualmente, quais os principais desafios para as marcas que apelam aos segmentos mais jovens?

Ao nível de actividades de marketing e comunicação temos dois grandes desafios: utilizar diferentes meios off e on line, identificando previamente os diferentes contextos em que se movem, desde casa até à escola e aos locais públicos, permitindo assim desenvolver estratégias de comunicação integrada, com maior eficácia e impacto. Por outro lado, ao nível dos conteúdos, serem marcas socialmente responsáveis, cumprindo os códigos deontológicos de conduta nas mensagens a transmitir. As marcas também têm a oportunidade de contribuir positivamente para a cultura e enriquecimento de conhecimento das crianças, através de activações pedagógicas.

A regulamentação do mercado publicitário em Portugal tem contribuído, de alguma forma, para o avolumar destes desafios?

Sem dúvida! Tem contribuído de forma bastante positiva não só pela regulamentação. Já existem manuais e guias de boas práticas: Código de Boas Práticas na Comunicação Comercial para Menores da APAN e Código de Auto-regulação em Matéria de Comunicação Comercial de Alimentos e Bebidas dirigida a crianças do ICAP, como pela promoção da literacia publicitária junto do segmento infantil, como é o caso do Media Smart, uma iniciativa da APAN, que visa ensinar as crianças a interpretar as mensagens veiculadas através dos meios de comunicação.

Este ano, para além do seminário, estão previstas outras iniciativas?

Iremos desenvolver uma nova edição do Fórum da Criança, que será apresentada no seminário.

O Seminário Kids & Teens celebra 10 anos em 2015. Qual o balanço até ao momento?

Muito positivo. Não tenho dúvidas que esta iniciativa da Brandkey tem contribuído para um conhecimento aprofundado do segmento “Kids&Teens”, bem como promovido a partilha de informação de negócio entre profissionais de diferentes sectores que, de alguma forma, trabalham com crianças. Nos seminários já tivemos vários oradores de diferentes sectores, tais como pediatras, juristas, educadores de infância, estudantes, doutorados e, também, marketeers. Esta diversidade proporciona um conhecimento abrangente, com diferentes perspectivas e elevado interesse. Efectivamente o conhecimento adquirido é tão rico que decidimos editar um livro. Assim, com os conteúdos do seminários, know-how acumulado da Brandkey com casos práticos e dados do Fórum da Criança, a Brandkey foi co-autora do primeiro e único livro de Marketing Infantil em Portugal – “Kids Power – A Geração Net em Portugal”, juntamente com George Dutshke e a Ipsos-Apeme.

O evento nasceu para falar sobre um segmento que tem “tanto de encantador como de desconhecido”. Que papel é que este seminário continuará a desempenhar para aumentar esse conhecimento sobre o mercado nos próximos anos?

O papel que tem vindo a desenvolver até à data, dado ser o único seminário que se dedica a este target. Pretendemos manter esta iniciativa, sempre com a preocupação de inovar e acompanhar as novas tendências, dado que este target se apresenta como muito volátil, no sentido de estar em constante mutação.

Ler Mais
Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
Esta ferramenta promete vir revolucionar a Segurança e Saúde no Trabalho
Automonitor
Está grávida? Veja o que deve (e não deve) fazer se for conduzir