O futuro da cerveja depende da defesa da água hoje

E se a cerveja do futuro fosse seca, suja ou somente de luxo? É este o cenário antecipado pela WWF – World Wildlife Fund caso os cidadãos europeus não se façam ouvir relativamente à Directiva-Quadro da Água. Até Março do próximo ano, a legislação referente ao consumo de água na União Europeia será alvo de consulta pública, podendo qualquer pessoa participar e deixar a sua opinião.

A WWP espera que a opinião seja no sentido de a proteger e, para isso, criou uma campanha que mostra uma das sequências do consumo desenfreado deste recurso natural: o fim da cerveja como a conhecemos. Fruto da colaboração com 100 grupos ambientalistas, a campanha lembra que a cerveja é feita a partir de muitos ingredientes mas que o principal é mesmo água de boa qualidade.

«A actual lei da água é forte e tem metas realistas e equilibradas, económica e socialmente falando. Se permitirmos que sejam feitas alterações, a lei será enfraquecida e será mais fácil que a pouca (e cada vez menos) água de que dispomos seja esbanjada, poluída ou contaminada por quem vê num rio apenas um factor de produção. A lei em causa é boa, se for bem implementada, cabendo a cada Estado-Membro fazer a devida aplicação», explica Ângela Morgado, directora executiva da Associação Natureza Portugal, que em Portugal é a responsável por dinamizar a campanha.

Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
Airbus vai ter open day. Há 90 vagas para fábrica portuguesa
Automonitor
Nissan LEAF em modo drift