Número de profissionais a trabalhar em marketing e publicidade diminuiu 14% em três anos

O número de profissionais a trabalhar nas áreas de marketing e publicidade diminuiu 14% entre 2019 e 2022, alerta a The Advertising Association, associação comercial que representa anunciantes, agências, media e serviços de pesquisa no sector de publicidade do Reino Unido.

Os dados da associação partilhados pela Marketing Week sugerem a necessidade urgente desta área em colmatar as perdas de talento e encontrar formas de atrair novas pessoas. Além disso, são necessários profissionais com outro tipo de competências como, por exemplo, em áreas digitais e de dados.

Uma das soluções sugeridas para a retenção de talento é a requalificação dos colaboradores já existentes nas empresas, já que um estudo do LinkedIn salienta que 94% dos inquiridos teria continuado no cargo caso o seu empregador tivesse investido mais no seu desenvolvimento profissional.

Outro factor que leva os profissionais a afastarem-se da área é o salário pouco competitivo: desde 2011, os budgets anuais publicitários aumentaram 42%, mas os rendimentos dos colaboradores não acompanharam a evolução. Aliás, a Advertising Association revela que os rendimentos anuais para posições juniores ou intermédias baixou 4% e 10%, respectivamente. Com a inflação a aumentar, é espectável que estas percentagem subam também.

Assim, além de garantirem que os salários se mantêm competitivos, a indústria deve ainda ter em conta que os locais de trabalho podem fomentar a criatividade e a colaboração, o que tem potencial para se traduzir na retenção de talento.




loading...
Artigos relacionados

Comentários estão fechados.