Novo iPad revoluciona em tudo… menos no nome

O novo iPadA Apple apresentou ontem a nova versão do seu tablet. Ao contrário do que vinha a ser especulado na imprensa internacional, o novo dispositivo não se chamará “iPad 3” nem “iPad HD”, mas simplesmente… “iPad”. De acordo com a Apple, o novo tablet possui um ecrã com maior definição, que transmite uma imagem mais nítida, e o acesso a ligações móveis de quarta geração.

Tim Cook, CEO da empresa da maçã, apresentou ontem, no Yerba Buena Center, em São Francisco, Califórnia, o mais recente tablet da marca, que deverá, segundo o Jornal de Notícias, chegar a Portugal no final do mês.

De acordo com Tim Cook, o iPad terá um ecrã de 9,7 polegadas (tal como o seu antecessor, o iPad 2), e está equipado com um processador quad-core, o A5X, que permite melhores gráficos e uma performance mais rápida, mantendo, apesar disso, o consumo de energia do modelo anterior. O dispositivo possui uma autonomia de cerca de 10 horas em modo normal, e 9 horas quando ligado a redes 4G LTE (long-term evolution), umas das principais novidades apresentadas. Esta tecnologia permite uma ligação mais rápida à internet.

O novo tablet possui ainda tecnologia Retina Display – que já estava presente no iPhone 4 -, a qual municia o iPad de um ecrã com 3,1 milhões de pixels (quatro vezes mais que o modelo antecessor), suportando uma resolução de 2048×1536. A câmara iSight confere-lhe uma capacidade de 5 megapixels, e permite gravar vídeos em alta resolução (1080p).

O negócio dos tablets, no qual a Apple foi pioneira, representa cerca de 20% das vendas da empresa sediada em Cupertino, Califórnia. Ao anunciar agora o seu novo modelo neste segmento, a empresa da maçã antecipou-se ao lançamento do novo sistema operativo da Microsoft, o Windows 8, que funcionará em tablets e smartphones da concorrência.

O custo do iPad, que será lançado nos Estados Unidos a 16 de Março, varia entre os 499 dólares (cerca de 377 euros) para os modelos com capacidade de armazenamento de 16 gigas e os 829 dólares (ou 627 euros) para os modelos de 64 gigas. Segundo a Bloomberg, o lançamento do novo iPad levará a uma redução do custo do iPad 2 de 499 dólares para 399 dólares, colocando maior pressão sobre os concorrentes que comercializam tablets mais baratos, como o Kindle Fire, da Amazon.

Ler Mais
Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
Assista em directo à XVIII Conferência Human Resources
Automonitor
Hertz e Jeep lançam serviço de aluguer de tendas rooftop