Nos apelou ao fair play antes do clássico

Ontem, o Estádio José Alvalade, em Lisboa, não foi apenas o teatro de mais um clássico do futebol português; foi também o palco de um momento musical, promovido pela Nos, a patrocinadora oficial da Liga Nos. Pela primeira vez, o hino oficial da Liga foi cantado ao vivo pelos 18 representantes dos clubes da primeira divisão, em pleno relvado, minutos antes da partida entre o Sporting Clube de Portugal e o Futebol Clube do Porto.

O hino da Liga Nos junta um coro de adeptos com idades compreendidas entre os 14 e os 83 anos, e onde se incluem figuras conhecidas do público, como Luís Filipe Borges pelo Benfica, Maria José Valério pelo Sporting, Kalú pelo Porto, Manuel do Laço pelo Boavista, Mélinha pelo Braga, Gonçalo da Câmara Pereira pelo Belenenses e Viking pelo Setúbal.

Em entrevista à Marketeer, Rita Torres Baptista, directora de Marca e Comunicação da Nos, falou sobre a importância desta campanha na estratégia da marca e da forma como pretende envolver os adeptos de todos os clubes.

O futebol é um território emocional e que, por essa razão, acarreta alguns desafios para as marcas. Como surgiu a ideia de criar um hino ao fair play e com que objectivos?

A origem da campanha está, de facto, em termos percebido que a forma como queríamos estar ligados ao futebol não era funcional, mas emocional. Há uma grande tentação em dar-se o nome a uma competição e, a partir daí, estar-se na competição de forma funcional, orgânica, quase não fazendo mais nada. O nosso objectivo não é esse. Tentámos perceber o que é que mexe com o futebol e os adeptos, e percebemos que o denominador comum são as emoções. Mas as emoções precisam de ser guiadas por valores, como o fair play. Tendo percebido que esta era uma das essências do futebol, quisemos criar algo que fosse uma partilha com todos e que pudesse ser participado.

É muito fácil fazer uma campanha, pô-la na televisão ou nas redes sociais. É mais arriscado entregar o poder aos adeptos e convidá-los a participar, mas é também muito mais interessante!

E porquê a música como veículo para lá chegar?

Quisemos ter uma música, porque é um território emocional por excelência e, para além disso, um território Nos. Se a Nos tem a música e o futebol, por que é que hão-de ser disjuntos? O desafio das marcas é que tudo faça sentido e seja parte do mesmo, e foi precisamente o que fizemos: integrar marca e futebol através da música.

Escolhemos uma música conhecida dos “Heróis do Mar” porque precisamos que as pessoas cantem com facilidade e adiram, e reorquestrámo-la para o ambiente de estádio. À medida que as pessoas vão cantando, vão percebendo e incorporando os valores da Liga Nos.

Queremos também que esta campanha seja nativa. Podíamos ter convidado cantores, mas convidámos pessoas que representam cada um dos 18 clubes. Estas pessoas foram escolhidas em conjunto com a Liga de Clubes e com os próprios clubes.

A Nos está também a apostar nas redes sociais com a criação da página de Instagram da Liga Nos. Em que medida irá complementar a estratégia da marca?

Criámos a página de Instagram com o compromisso de acompanharmos toda a época com conteúdos. Será também um nova plataforma, a par do Facebook, onde vamos disponibilizar alguns passatempos, os quais já começaram e têm tido uma grande adesão. Pedimos aos adeptos que nos mostrem que compreendem este espírito de competição e fair play, e premiamos os que melhor o demonstram.

O hino da Liga foi cantado ao vivo pela primeira vez, minutos antes do clássico entre o Sporting Clube de Portugal e o Futebol Clube do Porto. Que novas acções de activação poderão ser realizadas?

Não vamos fazer acções desta dimensão todos os dias, como é óbvio, mas vamos tentar manter uma cadência elevada. Vamos fazer um trabalho de base com todos os clubes da Liga Nos, aliás, um dos compromissos da Liga é não deixa de fora ninguém. Queremos que todos eles se sintam representados na Liga e agarrar todas as oportunidades interessantes de activação e suporte de conteúdo.

Veja no Instagram da Marketeer o aquecimento do coro. E aqui o momento da primeira live performance do hino oficial da Liga NOS:

Texto de Daniel Almeida

Ler Mais
Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
Zmar tem novos directores para os Departamentos Comercial e de Marketing
Automonitor
Confirmado: Peugeot 508 Sport Engineered chega em 2020