Nokia com prejuízos pelo sexto trimestre consecutivo

A fabricante finlandesa de telemóveis Nokia anunciou hoje um resultado líquido negativo de 969 milhões de euros no terceiro trimestre do ano, contra perdas de 68 milhões de euros registadas no período homólogo. Este é já o sexto trimestre consecutivo em que a empresa apresenta prejuízos, à medida que os smartphones Lumia continuam a perder terreno para o iPhone e os dispositivos Android.

Entre Julho e Setembro, a Nokia vendeu 2,9 milhões de smartphones Lumia, a gama de referência da marca, que compara com as quatro milhões de unidades vendidas no segundo trimestre. As receitas da fabricante recuaram 19% em relação ao mesmo período do ano passado, para 7,24 mil milhões de euros, de acordo com um comunicado da empresa, citado pela agência Bloomberg.

Ainda assim, a Nokia conseguiu reduzir os prejuízos do semestre anterior, que totalizaram 1,4 mil milhões de euros, o que fez com que, apesar de tudo, as acções da empresa subissem até 3,6% nos momentos a seguir ao anúncio.

Desde o início do ano passado, as receitas da fabricante já caíram cerca de um terço. Numa tentativa de inverter o ciclo de perdas, o CEO, Stephen Elop, colocou em marcha um plano de restruturação que já levou ao despedimento de cerca de 20 mil funcionários e ao encerramento de fábricas e centros de investigação em alguns mercados europeus. Com estas medidas, a Nokia estima poupar cerca de 1,6 mil milhões de euros.

Desde o início do ano, as acções da Nokia já desvalorizaram 42%, e estão neste momento a ser transaccionadas aos níveis de 1996.

Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
A sua empresa pode fazer sorrir crianças hospitalizadas. Saiba como.
Automonitor
Novo Alpine A110S pronto para encomendar em Portugal