Nintendo em guerra com contrafacção

nitendo_2O Tribunal Superior de Munique decretou que os dispositivos utilizados para executar jogos pirateados nas consolas da Nintendo, como copiadores de jogos, são ilegais. A SR Tronic, uma empresa distribuidora de dispositivos de neutralização sediada na Alemanha, foi condenada pelo tribunal a pagar um milhão de euros de indeminização.

Estes dispositivos de contrafacção são produtos que neutralizam as medidas de segurança da Nintendo, permitindo a um consumidor reproduzir ficheiros de jogos não autorizados – chamados “ROM” – que tenham sido descarregados da Internet ou copiados do disco ou cartão original.

A empresa criadora de ícones da indústria do entretenimento interactivo, como os Pokémon, confirmou que irá continuar a perseguir os fabricantes, bem como empresas distribuidoras e importadores de dispositivos de neutralização.

Em linha com um veredicto recentemente decretado pelo Tribunal de Justiça da União Europeia, no caso Nintendo versus PC Box, a decisão do Tribunal Superior de Munique confirmou que o principal propósito dos dispositivos de neutralização é facilitar a execução de jogos pirateados.

Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
A sua empresa pode fazer sorrir crianças hospitalizadas. Saiba como.
Automonitor
Novo Alpine A110S pronto para encomendar em Portugal