Nike reforça apoio a Tiger Woods

nike-redimensionadaA Nike divulgou nas redes sociais (Facebook e Twitter) um anúncio que mostra Tiger Woods e o headline “Winning takes care of everything” (“Ganhar resolve todos os problemas”, em tradução livre), numa acção que reforça o apoio da marca ao atleta, que tem tido uma carreira mais apagada desde que vieram a público, no final de 2009, os seus actos de infidelidade.

O anúncio foi lançado na sequência da vitória de Tiger Woods no torneio Arnold Palmer Invitational, que permitiu ao atleta recuperar o primeiro lugar do ranking mundial, uma posição que ocupou durante 281 semanas consecutivas antes de terem começado a surgir as primeiras notícias sobre os seus casos extra-conjugais.

«O Tiger [Woods] sempre disse que compete para ganhar. Quando questionado sobre os seus objectivos, como o regresso ao primeiro lugar mundial, afirmou constantemente que ganhar é a única forma para lá chegar», afirma Beth Gast, porta-voz da Nike, citado pela Ad Age. «A afirmação [“Winning takes care of everything”] remete para esse sentimento e é uma saudação à sua performance», reitera.

A divulgação do anúncio provocou reacções contraditórias nas redes sociais. Enquanto alguns fãs congratulam Tiger Woods pelo regresso à liderança mundial, outros criticam a Nike, lembrando que a marca, que manteve o seu patrocínio ao atleta apesar de todos os problemas, não teve a mesma atitude em relação a outros atletas, nomeadamente Lance Armstrong e, mais recentemente, Oscar Pistorius. Ambos perderam o patrocínio da fabricante de material desportivo depois dos escândalos (desportivo, no caso de Armstrong, e pessoal, no caso de Pistorius) em que se viram envolvidos.

Em 2009, Tiger Woods era o atleta mais rico do mundo. No entanto, após as notícias sobre os seus casos extra-conjugais (inclusive com actrizes pornográficas) divorciou-se da mulher, Elin Nordegren, e perdeu o patrocínio de marcas como Accenture e Gatorade. No ano seguinte, acabaria também por perder o primeiro lugar do ranking, e desde então chegou a cair ao 58º lugar.

Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
Estas 85 empresas procuram mais de 2500 novos talentos
Automonitor
Já conhece o “novo ingrediente” de Gordon Ramsey?