Nau quer retomar caminho e crescer 15%

São mais de 20 anos de história, marcados pela inovação, expansão internacional mas, também, por um incêndio que devastou a empresa portuguesa produtora de capacetes. A Nau, depois de um período de reestruturação, está de volta ao bom caminho, prevendo um crescimento de 15% em 2016

Texto de Rafael Paiva Reis

Absorvem o impacto, protegem do sol e da chuva e, acima de tudo, salvam vidas. Os capacetes são (ou deveriam ser) o elemento fundamental de qualquer amante de motociclismo (para além da mota, claro). Mas, para além da protecção, são elementos de moda. Foi este o pensamento de António de Oliveira Marinha, fundador da Nau, que considerou que os capacetes produzidos pela empresa teriam que prezar pela distinção.

Para ler o artigo na íntegra consulte a edição de Setembro de 2016 da revista Marketeer.

Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
Fidelidade promoveu mais uma edição do encontro Pensar Maior
Automonitor
Das cinzas à estrada: O renascer de um Lamborghini Huracán