National Geographic passa a chegar num envelope sustentável

A partir de Abril, os assinantes da revista National Geographic receberão um envelope diferente na caixa de correio. A publicação juntou-se à The Navigator Company para desenvolver uma forma mais sustentável de fazer chegar os seus conteúdos aos portugueses.

O novo envelope amigo do ambiente é produzido a partir de matéria-prima sustentável, ou seja papel: um suporte natural, renovável, biodegradável e com uma taxa de reciclagem de 72,5% na Europa, de acordo com dados de 2017. O envelope de papel irá substituir a utilização de cerca de 150 mil sacos de plástico por ano.

No Verão do ano passado, a National Geographic Society deu início a uma campanha mundial que incentivava todos os parceiros locais a encontrarem formas de reduzir o consumo de plástico nas suas operações. Em Portugal, a The Navigator Company foi a escolhida, tal como explica Teresa Vera Magalhães, directora-geral da RBA Revistas, editora responsável pela National Geographic Magazine no mercado nacional: «Temos noção de que se trata de um primeiro passo, mas todas as revoluções começam precisamente com um primeiro gesto.»

António Quirino Soares, director de Marketing da The Navigator Company, acrescenta que a parceria é um passo importante para a empresa, desde sempre empenhada no desenvolvimento sustentável do planeta. «Ao substituirmos o saco de plástico da revista National Geographic por um envelope de papel, queremos dar um contributo para alertar a sociedade para a importância da sustentabilidade», explica o responsável.

Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
Estes 10 benefícios vão ser os mais desejados pelos colaboradores em 2020
Automonitor
Os peculiares protótipos que a Daihatsu vai levar a Tóquio