Mondelēz investe 200 milhões de dólares na produção sustentável de café

A Mondelēz International, Inc.  quer levar a cabo um esforço generalizado para tornar o seu negócio de café mais sustentável.

Nesse sentido, a empresa vai investir pelo menos, através do programa “Coffee Made Happy”, 200 milhões de dólares (154 milhões de euros) para capacitar um milhão de produtores de café, até 2020.

A iniciativa foi desenvolvida para “ajudar as próximas gerações de produtores, inspirando, formando e reforçando os meios de que dispõem para melhorar o seu nível de vida e atrair novas gerações para o sector da agricultura em pequena escala”, explica a Mondelēz em nota enviada às redacções. Esta abordagem reflecte os principais valores da empresa, e tem por base o compromisso de recorrer a fornecedores 100% sustentáveis no seu café europeu até 2015.

Segundo Hubert Weber, presidente global da categoria de Café da Mondelēz International, o “Coffee Made Happy” «é o procedimento mais acertado para os produtores, para o ambiente e para o negócio. Juntos podemos ajudar a fazer da produção de café uma profissão atractiva para as gerações futuras», adiantou na mesma missiva.

A Rainforest Alliance e a associação 4C são algumas das entidades com as quais a Mondelēz International está já a colaborar, no sentido de promover a produção sustentável de café. A continuidade destas relações e o fomento de novas parcerias vai permitir que a empresa estimule programas de desenvolvimento de técnicas comerciais no Vietname, Perú e noutros mercados de café importantes.

No fundo, com o programa “Coffee Made Happy” a Mondelēz International visa tornar a sua cadeia de distribuição mais “transparente e sustentável, desde o grão até à chávena”, explica.

Nos últimos anos, as fábricas europeias da marca têm feito progressos na utilização eficiente de recursos e na reutilização e reciclagem de lixo produzido. Hoje em dia, nas 10 fábricas de café da Mondelēz International na Europa, são enviados zero resíduos para o aterro. Ainda assim, a companhia quer ir mais longe, através da utilização de novas tecnologias de produção, ao nível da reciclagem dos materiais das embalagens e selecção de processos de transporte mais sustentáveis.

Ler Mais
Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
Outubro 2019
Automonitor
Já viu o novo ultracompacto 100% elétrico da Toyota?