Mimo triplica número de visitantes

Amarante foi palco da segunda edição do festival brasileiro Mimo e, face à edição de 2016, o número de visitantes quase que triplicou. Lu Araújo, directora do festival, conta à Marketeer que a cidade foi alvo de uma avalanche de público ao receber 60 mil pessoas ao longo dos três dias de evento, que terminou ontem.

«É um marco. Estou muito surpresa porque mesmo no Brasil, onde é um festival grande, temos esse público numa cidade como o Rio de Janeiro», comenta a responsável, acrescentando que o Mimo ambiciosa ser um «festival de qualidade, gratuito e acolhedor». Nesse sentido, este ano desenvolveram um programa de mobilidade reduzida, com o apoio da Santa Casa de Misericórdia de Lisboa, que permitiu melhorar as condições do evento e torná-lo mais inclusivo.

Lu Araújo refere ainda o impacto económico que o Mimo tem na cidade e na região. Os hotéis estiveram totalmente ocupados e os restaurantes registaram um movimento superior relativamente a um fim-de-semana típico de Julho, por exemplo. «Temos muita dificuldade de camas e toda a região acaba por ganhar com isso», comenta ainda José Luís Gaspar, Presidente da Câmara de Amarante, relativamente ao impacto do evento.

O autarca refere que houve um trabalho antecipado para preparar a cidade e assegurar que estaria pronta para receber o Mimo. Neste caso, a Câmara teve um papel crucial, ao trabalhar junto dos comerciantes, restauração e população, tendo em conta a experiência do ano passado e a previsão de que este ano haveria ainda mais pessoas a circular na cidade.

Como resultado deste trabalho, grande parte do comércio esteve aberto quando não é habitual, apresentando um horário alargado e uma decoração especial sobre Amarante e as suas figuras.

Relativamente ao impacto económico, José Luís Gaspar conta que este ano conseguirão medir com mais rigor, fruto também de uma parceria com a Cision. No ano passado, ficou apenas registado o impacto em termos de marca, que ascendeu aos 2,2 milhões de euros.

A terceira edição do Mimo em Amarante já tem data marcada: entre 20 e 22 de Julho de 2018, o festival regressará à cidade. Para que possa continuar a crescer, o presidente da Câmara de Amarante revela que estão a melhorar as condições da cidade, tendo em conta a afluência verificada. Novos espaços para acolher palcos do Mimo (ou outros eventos), mas também estruturas para receber melhor os visitantes do festival, incluindo balneários para campistas, novos espaços de lazer e transporte para a cidade fazem parte do plano.

«O Mimo permitiu que o mundo olhasse para nós», sublinha ainda o autarca, acrescentando que Amarante ganhou novos públicos durante o resto do ano graças ao Mimo.

Texto de Filipa Almeida

Ler Mais
Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
Esta ferramenta promete vir revolucionar a Segurança e Saúde no Trabalho
Automonitor
AUTOBEST 2020: Novo Opel Corsa é um dos finalista