Mimo bate novo recorde em Amarante

Na sua quarta edição por terras portuguesas, o festival Mimo bateu um novo recorde de participação, segundo adianta a organização. «É sempre com grande emoção que vemos milhares de pessoas a viverem a arte de forma tão intensa e diversa. O Mimo Festival é positivo, inclusivo, democrático e abrangente, faz parte de Amarante e dos amarantinos, mas também dos milhares de pessoas que nos visitam anualmente», comenta Lu Araújo, fundadora e directora do Mimo Festival.

A responsável sublinha ainda que o sucesso verificado prova que a aposta em Amarante era uma aposta certa. «Estamos muito felizes por ver o interior do País no mapa dos festivais de Verão. Em apenas quatro anos conquistámos o público e os artistas não esquecem a sua passagem por Amarante», remata Lu Araújo.

José Luís Gaspar, presidente da Câmara de Amarante, acrescenta que o Mimo Festival é um festival mas também uma das iniciativas culturais mais interessantes de Portugal. «Sendo de acesso gratuito, democratiza o acesso à Cultura», aponta o autarca, lembrando também que Amarante é Cidade Criativa da Unesco e que, por isso, é importante ser palco de um evento como o Mimo.

O presidente da Câmara destaca ainda o impacto que o festival tem na economia da região: «Os números da ocupação hoteleira são categóricos e o consequente impacto na economia local e regional é evidente.» Confirmado está o regresso em 2020 mas ainda sem datas anunciadas.

Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
Acompanha aqui o lançamento oficial do Sapo Prime, uma nova forma de comprar conteúdos jornalísticos
Automonitor
Europa: Vendas da Hyundai superam mercado