«Queremos ultrapassar a TAP a curto-prazo», assegura CEO da Ryanair

Não é a primeira vez que o faz, mas Michael O’Leary, CEO da Ryanair, volta agora a reiterar o desejo de assumir a liderança no mercado português. A companhia aérea low-cost é a actual n.º 2 no mercado nacional, apenas atrás da TAP, com 9,5 milhões de passageiros transportados de e para Portugal, mas prevê duplicar este número para os 18 milhões de passageiros «nos próximos cinco a 10 anos», revelou o gestor irlandês.

«Somos a segunda companhia aérea em Portugal, mas temos vindo a encurtar a distância para a TAP nos últimos anos. Queremos ultrapassar a TAP a curto-prazo», afirmou esta manhã Michael O’Leary, em conferência de imprensa que decorreu num hotel em Lisboa, onde abordou os planos da companhia no mercado português.

O CEO da Ryanair criticou ainda o acordo entre o Governo português e o consórcio Atlantic Gateway (de Humberto Pedrosa e David Neeleman), que permitirá ao Estado recomprar 50% do capital da transportadora aérea, referindo que este passo trará «prejuízos» para a companhia portuguesa. «A TAP estaria melhor nas mãos de investidores privados, porque estes não têm que lidar com tantos sindicatos e uniões sindicais», comentou.

Quanto aos planos da Ryanair no mercado português, a companhia anunciou o seu calendário de Verão Lisboa 2017, onde se incluem cinco novas rotas para Bolonha, Glasgow, Luxemburgo, Toulouse (a única rota diária das novas cinco) e Breslávia. Com este reforço, a Ryanar estima transportar três milhões de clientes por ano com partida ou destino em Lisboa, o que significaria um aumento de 13% (ou 350 mil passageiros) até 2017.

O reforço das rotas no Aeroporto de Lisboa permitirá à Ryanair competir directamente com a TAP, com a excepção das rotas de Glasgow (Escócia) e Breslávia (Polónia), que não fazem parte do portefólio da companhia portuguesa. De resto, a Lufthansa é a única companhia aérea que disponibiliza voos directos entre Lisboa e Breslávia.

Já no aeroporto de Faro, a Ryanair irá reforçar o seu portefólio de 24 para 32 rotas no próximo Verão, com a abertura de novas rotas para Aberdeen, Cardiff, Hamburgo, Londres, Marselha, Newcastle, Newquay (Cornualha) e Varsóvia. A expectativa da empresa passa por transportar 2,4 milhões de passageiros por ano, resultando num crescimento de 19% (ou 375 mil clientes) neste aeroporto.

Para celebrar o lançamento das novas rotas em Lisboa e Faro, a Ryanair vai oferecer 100 mil voos desde 14,99 euros em toda a rede europeia, que estão disponíveis para reserva até à meia-noite do próximo dia 26.

Texto de Daniel Almeida

Ler Mais
Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
Acompanha aqui o lançamento oficial do Sapo Prime, uma nova forma de comprar conteúdos jornalísticos
Automonitor
Europa: Vendas da Hyundai superam mercado