Mexe reúne propostas artísticas de 6 países no Porto

O “comum” serve de inspiração às mais de 70 propostas artísticas com presença confirmada na quinta edição do Mexe – Encontro Internacional de Arte e Comunidade. Até ao próximo domingo, dia 22, o encontro irá ocupar 22 salas e espaços públicos do Porto com conferências, espectáculos, paradas, oficinas e criações de originais. O objectivo? Despertar o debate em torno da construção de espaços de criação, participação e cidadania em tempos de instabilidade política e social.

Ao todo, o Mexe envolve mais de 400 pessoas, 27 grupos oriundos de seis países. Nesta quinta edição, reserva um lugar especial para a criação artística africana, latino-americana e do Sul da Europa, segundo explica a organização.

Pensamento, Apresentação, Formação e Documentação são os quatro eixos essenciais da programação que inclui a estreia nacional de “Istoé um Negro?” e de “Quando Quebra Queima”. Destaque ainda para “Empty the Space”, para “Children of The New World” ou Orquestra Basket Beat, entre outras actividades.

Uma das grandes novidades deste ano é o Mexe Praça, um ponto de encontro e discussão aberta que pretende unir cidade e público do Mexe. Por lá passarão também os concertos de Fado Bicha, Oupa Cerco, Coro da Fundação Manuel António da Mota e TumTumTum, além de uma conversa com o filósofo Vladimir Safatle.

Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
Outubro 2019
Automonitor
Já viu o novo ultracompacto 100% elétrico da Toyota?