Meo é a operadora com mais reclamações

No primeiro semestre deste ano, a ANACOM recebeu 37,3 mil reclamações relativamente a operadores de telecomunicações. Trata-se de um aumento de 17% em relação ao mesmo período do ano passado.

Do total, 30,5 mil dizem respeito a comunicações electrónicas, mais 13,5% do que em 2016. Os dados são revelados pela própria ANACOM em comunicado, onde também indica que a Meo foi a operadora alvo de maior número de reclamações: 38,5% do total, entre Janeiro e Junho.

A Nos surge em segundo lugar (36,2%), seguida pela Vodafone (19,6%) e pela Nowo (4,2%). Em todos os casos, indica a ANACOM, “Venda do Serviço” e “Cancelamento do Serviço” são os assuntos mais reclamados – representam 14,8 e 13,8%, respectivamente.

Regista-se também um número significativo de reclamações relativamente a “Alteração das condições contratuais pelo operador”, tendo este assunto verificado um crescimento de 58,5% face ao período homólogo do ano passado.

A ANACOM indica, ainda, que entre os prestadores de maior dimensão, a Nos foi a única que viu a sua taxa de reclamações diminuir em relação ao primeiro semestre de 2016, ainda que tenha registado, a par da Nowo, taxas de reclamações superiores à média.

O relatório da ANACOM aponta também para 5.435 reclamações referentes a serviços postais, representando 14,6% do total de queixas recebidas pela autoridade – num aumento de 26,5%. Os CTT são o prestador mais reclamado, seguidos por CTT Expresso. Problemas de distribuição são, neste caso, os mais referidos.

Destaque ainda para as 201 reclamações relativamente à TDT, correspondente a 0,5% de todas as reclamações recebidas. Trata-se de um aumento de 57 reclamações.

Ler Mais
Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
Outubro 2019
Automonitor
Já viu o novo ultracompacto 100% elétrico da Toyota?