Megaeventos no Brasil movimentam 665 mil milhões

copa-confederacoes-brasil_2A Copa das Confederações e a Jornada Mundial da Juventude (JMJ) movimentarão quase 665 mil milhões de euros em diversos sectores da economia brasileira. As estimativas são da Embratur e indicam que o turismo, num período inferior a dois meses, terá um impacto bem maior na economia do país do que o previsto durante grandes eventos.

Em 16 partidas de futebol nas duas semanas da Copa das Confederações 2013, por exemplo, foram movimentados 245 milhões de euros por toda a cadeia turística do país – que inclui hotéis, alimentação fora do lar e comércio informal. Já a Jornada Mundial da Juventude deve gerar um impacto da ordem dos 400 mil milhões de euros na economia.

Em relação à Copa das Confederações, os gastos de turistas – brasileiros e estrangeiros – foi estimado pela Embratur em 106 milhões de euros, enquanto a FIFA projectou os gastos das suas selecções e delegações em cerca de 24 milhões de euros. Já o efeito indirecto na economia foi de 115,94 milhões de euros.

Sobre a JMJ, o estudo da Embratur calculou que os jovens que se inscreveram estiveram cerca de sete dias no país, com um gasto médio diário de 33 euros, além de gastos com alojamento. Somando os gastos directos – inscrição, alojamento, alimentação – a análise revela um impacto de aproximadamente 219 milhões de euros. Indirectamente, a Jornada deve movimentar outros 195 milhões de euros, chegando a mais dos 400 mil milhões de euros de impacto na economia brasileira.

Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
Page Assessment tem novo Executive manager
Automonitor
Conselhos para conduzir à chuva