Media Capital aumenta lucros em 35% até Junho

MediaCapital_2No primeiro semestre do ano, o Grupo Media Capital atingiu um resultado líquido de 5,5 milhões de euros, mais 35% face ao mesmo período de 2012. Em comunicado enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), o dono da TVI explica que “beneficiou dos menores encargos financeiros líquidos”.

Os lucros antes de juros, impostos, depreciações e amortizações (EBITDA) mantiveram-se estagnados nos 16,6 milhões de euros, enquanto a margem EBITDA avançou 0,8 pontos percentuais, para 19%. Já os resultados operacionais cresceram 7%, para 11,7 milhões de euros, em relação ao mesmo período do ano passado.

No semestre, as receitas com publicidade do Grupo Media Capital recuaram 16%, para 48,5 milhões de euros, com a maior quebra (18%) a fazer-se sentir no segmento de televisão, enquanto o segmento de rádio registou uma ligeira subida (2%). “É de salientar que o segundo trimestre do ano transacto teve o impacto do evento futebolístico Euro 2012, o que tornou a base de comparação mais exigente”, ressalva o grupo, que é detido quase na totalidade pela espanhola Prisa.

Apesar da quebra das receitas publicitárias, os rendimentos operacionais do grupo recuaram “somente” 4% em relação ao primeiro semestre de 2012, para 87,4 milhões de euros, “beneficiando da aposta do grupo no desenvolvimento de fontes de receita complementares à publicidade”, refere a Media Capital.

No negócio de televisão, o EBITDA atingiu 16,9 milhões de euros, mais 33% em termos homólogos. “Com o fecho do mês de Junho, a TVI garantiu a liderança para a totalidade do semestre, posição que assegura ininterruptamente desde Agosto de 2006”, destaca a Media Capital.

No segmento de produção audiovisual, onde o Grupo Media Capital actua com a Plural Entertainment, o EBITDA recuou foi negativo em 2,7 milhões de euros, o que o grupo explica pelo “menores rendimentos associados a produções televisivas (menos horas produzidas)”.

Já no segmento de rádio, onde detém o grupo MCR, o EBITDA subiu 37%, para 1,6 milhões de euros. O destaque vai para o desempenho da Rádio Comercial, que “manteve a liderança com uma AAV [Audiência Acumulada de Véspera]de 15,1% (share de 20,3%), distando 2,6 pontos percentuais da segunda estação mais ouvida “, refere o Grupo Media Capital.

Ler Mais
Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
Patrões portugueses são os menos instruídos da Europa
Automonitor
História: O dia em que o Papamóvel foi salvo