Marcas Portugal Telecom e Meo vão mesmo acabar

A Altice confirmou hoje que as marcas Portugal Telecom e Meo vão chegar ao fim, informação que a Marketeer já tinha avançado na semana passada. O grupo de telecomunicações holandês quer assumir uma identidade global, acabando com a fragmentação por mercados. A Altice acredita que a existência de uma marca única nas dez operações no mundo inteiro permitirá criar sinergias e escala. Neste momento decorre um encontro de quadros no Meo Arena onde estão a assistir, em directo, à reunião do grupo que decorre em Nova Iorque e onde estão a ser reveladas as mudanças em curso.

Portugal seguirá, assim, o mesmo caminho trilhado em França, com a mudança da SFR para Altice France. De acordo com informações da Altice, será espectável que a mudança no mercado português esteja concluída até ao final do primeiro trimestre de 2018, sendo que as insígnias Sapo, Moche e Uso irão manter-se. A excepção destas marcas no mercado português está relacionada com o facto de não terem impacto do ponto de vista de negócio, explicou à Marketeer fonte oficial da Altice.

No que aos patrocínios a festivais diz respeito, a marca Meo continua este ano a aparecer no naming do Meo Sudoeste e do Meo Marés Vivas. No entanto, será provável que a marca Altice vá surgindo associada em algumas iniciativas, disse ainda a mesma fonte da empresa.

O projecto de mudança foi liderado pela Publicis, agência de publicidade com que a Altice já trabalha a nível internacional e que passa a ser a única responsável por esta área para todos os mercados em que o grupo opera. A par da nova imagem, a Altice deu a conhecer a sua nova assinatura: “Together han no limits”.

Recorde-se que, em Portugal, a Parnters é a agência responsável pelas campanhas realizadas para a Meo. De acordo com o Público, Tomás Froes, sócio da Partners, também esteve envolvido no processo de criação da nova imagem única da Altice. Por cá, a agência deverá acompanhar o processo de transição.

Michel Combes, presidente executivo da Altice, explica que mudança tem por base a inconsistência das marcas que o grupo detém actualmente. O objectivo é, por isso, unir todas as marcas, potenciando novas áreas como é o caso do digital.

A República Dominicana será o primeiro país a acolher a marca Altice, extinguindo as que existiam localmente.

Ler Mais
Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
Outubro 2019
Automonitor
Kapten lança função de arredondamento solidário