Marcas devem investir em atletas ou equipas?

Vale mais para uma marca a associação a um desportista a título individual do que o patrocínio a uma equipa ou campeonato. Esta é uma das principais conclusões do estudo da divisão de consultoria de desporto do grupo francês Lagardère, que engloba dados de 2013 e 2014. O mesmo estudo revela que a nível global, o patrocínio a um atleta pode ser mais eficaz a nível de notoriedade para as marcas, caso a activação seja a adequada.

Citado pelo site espanhol Marketing News, o estudo indica ainda que a Coca-Cola, BBVA, Qatar Airways, Red Bull e Santander são as cinco marcas patrocinadoras na área de desporto que mais notoriedade alcançam. Do lado dos desportistas, a Lagardère refere ainda quais as marcas mais associadas a alguns dos nomes mais conhecidos deste universo: Cristiano Ronaldo conta com a Nike, Adidas e Banco Espírito Santos; Leo Messi com Nike, Adidas e Qatar Airways; e Rafael Nadal com Nike, Kia e BancSabadell.

O estudo refere ainda quais os desportistas com maior potencial de “marketibilidade”. A nível internacional, Leo Messi vai à frente, seguido por Cristiano Ronaldo e Roger Federer.

Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
Portugal atraiu 610 estrangeiros «altamente qualificados» através deste programa
Automonitor
Regulamento da mobilidade elétrica obriga a celebrar contratos de adesão