Marcas de moda assinam pacto por um mundo mais sustentável

Adidas, Burberry, Chanel, Giorgio Armani, H&M Goup, Inditex, La Redoute, Prada Group e Stella McCartney são alguns dos 32 gigantes de moda que se juntaram para combater as alterações climáticas. O resultado é o Fashion Pact, um acordo que tem como objectivo limitar o aquecimento global, proteger os oceanos e restaurar a biodiversidade.

Apresentado durante a reunião do G7 em Biarritz, que termina hoje, o pacto conta com François-Henri Pinault, chairman e CEO da Kering, no papel de líder. Segundo o site Fashion United, o profissional tinha recebido em Abril deste ano, por parte do presidente de França, a missão de reunir a indústria e estabelecer metas práticas no sentido de reduzir o impacto ambiental.

O The Fashion Pact nasce na sequência deste pedido e reúne empresas da área do design mas também fornecedores e retalhistas, todos eles já com iniciativas individuais assentes na sustentabilidade.

Marco Gobetti, CEO da Burberry, sublinha que uma empresa não pode resolver sozinha os desafios ambientais que o planeta enfrenta e que a colaboração é o melhor caminho para promover mudanças reais. «Os objectivos do Fashion Pact estão fortemente alinhados com o nosso próprio trabalho nesta área na última década e estamos ansiosos para trabalhar com os outros signatários para ajudar a transformar a nossa indústria, apoiar as nossas comunidades e proteger o meio-ambiente», comenta o responsável em comunicado.

Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
Airbus vai ter open day. Há 90 vagas para fábrica portuguesa
Automonitor
Nissan LEAF em modo drift