Marcas com arte

Da marginalidade ao culto. Ou do underground à manifestação artística. A Arte Urbana está aí, ganhou espaço e espaços, conquistou cidades, sentou-se em museus e ocupou festivais. Recomenda-se e é recomendada. O graffiti já não é só vandalismo, mas obra de arte. Assim como o stencil ou a instalação.

A Arte Urbana chamou a atenção de entidades públicas e privadas. Se câmaras municipais e associações culturais têm convidado artistas a intervir em espaços públicos, prédios e fábricas vazios, também as maras despertaram para este território comunicacional, que deixou de ser apenas e só alternativo e de falar unicamente para os jovens.

EDP, Federação Portuguesa de Futebol, SEAT, Strongbow ou Super Bock são apenas algumas das marcas – trabalhadas nas páginas da Marketeer – que estão com artistas e com a Arte Urbana.

Para ler o artigo na íntegra consulte a edição de Setembro de 2018 da revista Marketeer.

Artigos relacionados
Comentários
A carregar...