Marcas chinesas crescem acima das norte-americanas

A Google lidera o ranking BrandZ Top 100 Most Valuable Global Brands, divulgado pela WPP e pela Kantar Millward Brown. O ranking revela que oito das 10 marcas mais valiosas do mundo são tecnológicas. E que, pela primeira vez desde que o relatório é publicado, as marcas chiesas estão a crescer acima – na verdade, ao dobro do ritmo – das norte-americanas.

Neste relatório, a Google (com uma avaliação de 302 mil milhões de dólares) é seguida de perto pela Apple (300 mil milhões), sendo que, em relação à edição anterior, a Amazon roubou o pódio à Microsoft, que caiu assim para o quarto lugar. Seguem-se, por ordem, no top 10, a tecnológica chinesa Tencent, o Facebook, a Visa, a McDonald’s, a Alibaba e a AT&T.

Destaque para o crescimento de 92% no valor da marca Alibaba, que no ano passado ocupava apenas o 14.º posto. De resto, as 10 principais marcas chinesas – onde se inclui o portal JD.com, que tem uma parceria com a “portuguesa” Farfetch – cresceram a uma média de 47% em relação ao ano passado, enquanto as 10 principais marcas norte-americanas cresceram 23%.

“O aumento da utilização de tecnologias inteligentes e data-driven – tais como a inteligência artificial ou a realidade aumentada – aliado a abordagens de marketing criativas, têm permitido a diversas marcas criarem um entendimento mais profundo dos seus consumidores e entregar conveniência, conteúdos personalizados e experiências de marca excepcionais”, sublinham a WPP e a Kantar Millward Brown.

O ranking revela ainda que, no seu conjunto, as 100 marcas mais valiosas do mundo cresceram 750 mil milhões de dólares em valor (ou 21%), em relação a 2017, para uma valorização global de 4,4 biliões de dólares, um recorde desde 2006, o ano em que o relatório foi pela primeira vez publicado.

Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
Human Resources ultrapassa marca dos 115 000 seguidores no LinkedIn
Automonitor
Vídeo: Mesa redonda da 2ª conferência do AUTOMONITOR