Maior compra de energia renovável por uma non-utiliy pertence à Google

Urs Hölzle, senior vice-presidente de Infraestruturas Técnicas da Google, anunciou que a tecnológica realizou a maior e mais diversificada compra de energia renovável alguma vez levada a cabo por uma non-utiliy – empresa não produtora de bens e serviços de utilidade pública. Os novos 842 megawatts de energia renovável serão utilizados para ajudar a alimentar os datacenters da Google, contribuindo para atingir a meta traçada para 2025.

Durante os próximos 10 anos, a Google pretende triplicar as aquisições de energia renovável e dotar a 100% as suas operações com fontes de energia não poluente. Segundo Urs Hölzle, numa publicação no blog da empresa, a Google já tem mais de dois gigawatts, «o equivalente a retirar perto de um milhão de carros da estrada».

No mesmo documento, é explica que os acordos firmados pela Google envolvem diversos locais e tecnologias, incluindo um parque eólico na Suécia e uma instalação solar no Chile. «Esta série de contratos tem uma longa duração, que varia entre os 10 e os 20 anos, e proporciona aos projectos a certeza financeira e a escala necessária para o desenvolvimento destes parque eólicos e solares», acrescenta.

Recorde-se que, em Outubro, a Google investiu 211 milhões de euros num parque eólico da EDP Renováveis, através de uma subsidiária.
Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
Page Assessment tem novo Executive manager
Automonitor
Conselhos para conduzir à chuva