Lucros da Jerónimo Martins aumentam 9% no primeiro semestre

pingo_doce_interior11_2O Grupo Jerónimo Martins obteve um resultado líquido de 165 milhões de euros nos primeiros seis meses do ano, mais 9% em relação ao período homólogo do ano passado. Os lucros foram impulsionados sobretudo pelo negócio na Polónia, através da rede de hipermercados Biedronka.

Entre Janeiro e Junho, as vendas consolidadas do Grupo Jerónimo Martins subiram 12,6%, para 5,64 mil milhões de euros. “O sólido crescimento das vendas consolidadas foi, na sua maior parte, suportado por um crescimento de 3,9% do like-for-like [numa base comparável, ou seja, tendo em conta o mesmo número de lojas existentes no ano passado] e pela abertura de mais 288 lojas ao longo dos 12 meses terminados a 30 de Junho”, explica o grupo controlado pela família Soares dos Santos em comunicado.

No caso do Pingo Doce, as vendas subiram 3,7% (ou 2,9% numa base like-for-like) nos primeiros seis meses do ano, enquanto as vendas do Recheio ficaram em linha com o período homólogo.

Já as vendas da Biedronka progrediram 18% (5,3% numa base like-for-like), representando já 65% das vendas globais do Grupo Jerónimo Martins. No semestre, a cadeia polaca abriu 62 novas lojas, sendo que até ao final de 2013 está prevista a abertura de 290 novas unidades. «Uma vez mais, na Polónia, a Biedronka confirmou a força da sua liderança com um desempenho muito positivo no período», afirma no comunicado Pedro Soares dos Santos, administrador-delegado do grupo.

No primeiro semestre, o resultado antes de juros, impostos, depreciações e amortizações (EBITDA) consolidado do Grupo Jerónimo Martins atingiu 350 milhões de euros, o que representa um aumento de 11,2% face a igual período do ano passado. A margem EBITDA cifrou-se em 6,2% das vendas, 10 pontos base abaixo do registado no semestre anterior, o que, segundo a empresa, reflecte o custo do lançamento das novas cadeias de retalho do Grupo, a Hebe , na Polónia, e a Ara, na Colômbia.

Neste período, o investimento do Grupo Jerónimo Martins totalizou 227 milhões de euros, dos quais 78% foram canalizados para a Biedronka.

Ler Mais
Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
Bem-estar financeiro dos colaboradores.Também é uma responsabilidade das empresas?
Automonitor
Aston Martin DBX revelado antes da estreia