Lucros da Fnac subiram 16,7% em 2015

No ano passado, a Fnac a nível global registou um resultado líquido de 48 milhões de euros, o que representa um aumento de 16,7% face aos 41 milhões de euros encaixados em 2014.

No entanto, na Península Ibérica as vendas da retalhista de origem francesa mantiveram-se praticamente estagnadas (-0,3%) e o volume de negócios recuou 3% para 657 milhões de euros. Ainda no mercado ibérico, onde o grupo francês detém um parque de 49 lojas, o resultado operacional cresceu 2,1%, para 24,1 milhões de euros.

No que diz respeito apenas ao mercado português, o grupo sublinha o “reforço das vendas omnicanal, impulsionadas pelo lançamento do site mobile de e-commerce e pela adesão crescente ao serviço Click & Collect”, bem como o “incremento das vendas em novas áreas de negócio, nomeadamente em produtos conectáveis”.

«Estamos muito satisfeitos com a performance da Fnac Portugal em 2015. Foi um ano desafiante mas que evidenciou um crescimento significativo nos novos formatos de loja de proximidade e da loja Fnac Aeroporto», frisa em nota de imprensa Cláudia Almeida e Silva, CEO da Fnac Portugal e Brasil. «A aposta omnicanal da Fnac foi reforçada neste último ano. O lançamento do eMarketplace permitiu que crescêssemos em segmentos e categorias não tradicionais da Fnac Portugal», reitera.

À escala global, o volume de negócios do grupo Fnac deslizou 0,5%, para 3,88 mil milhões de euros, enquanto o resultado operacional subiu 10,2%, para 85 milhões de euros.

Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
A sua empresa pode fazer sorrir crianças hospitalizadas. Saiba como.
Automonitor
Novo Alpine A110S pronto para encomendar em Portugal