Lucros da Cofina caem 11,2% no primeiro trimestre

cofina-mediaA Cofina anunciou ontem um resultado líquido atribuível aos accionistas de 277 mil euros nos primeiros três meses do ano, o que representa uma quebra de 11,2% em relação ao lucro de 312 mil euros no período homólogo de 2012. A empresa justifica os resultados pelo “agravamento da crise económica que o País atravessa, que se traduziu numa redução substancial do volume do investimento publicitário”.

No período em análise, a dona do Jornal de Negócios e Correio da Manhã, entre outros títulos, obteve um EBITDA (resultado antes de juros, impostos, depreciações e amortizações) de 2,9 milhões de euros, menos 9,7% em termos homólogos, enquanto a margem EBITDA deslizou 0,4 pontos percentuais, para 11,8%.

Entre Janeiro e Março, as receitas consolidadas da Cofina recuaram 6,7% em termos homólogos, para 24,6 milhões de euros, penalizadas pela quebra de 15,1% das receitas publicitárias, para 7,95 milhões de euros, e 6% nas receitas de circulação, para 13,91 milhões de euros. «Apesar desta quebra, a Cofina continuou a reforçar a sua quota de mercado na captação do investimento publicitário nacional», sublinha a empresa em comunicado.

No segmento de jornais, a quebra das receitas foi de 5%, para 19,43 milhões de euros, com as receitas publicitárias a registarem “uma quebra superior a 13%, para 6,5 milhões euros, enquanto as receitas de circulação caíram cerca de 5%, tendo atingido cerca de 10,8 milhões de euros”, adianta a Cofina. Já no segmento de revistas, as receitas fixaram-se em 5,2 milhões de euros, reflectindo um decréscimo de 12,5% face ao período homólogo de 2012.

A quebra das receitas foi atenuada com os cortes do lado da despesa. Nos primeiros três meses do ano, a Cofina conseguiu reduzir os custos operacionais (excluindo amortizações) em 6,3%, para 21,69 milhões de euros.

Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
Pela primeira vez, há uma portuguesa a presidir a Multilaw
Automonitor
Via Verde Estacionar chega à Maia