Lucro da Sonae cai mas vendas aumentam

O resultado líquido da Sonae caiu 20,9% no primeiro semestre deste ano, face ao período homólogo anterior, alcançando os 77 milhões de euros. O EBITDA também recuou 0,4% para 190 milhões, deixando ao volume de negócios a única evolução positiva, já que cresceu 4,4% (2,4 mil milhões de euros).

A empresa atribui a quebra no resultado líquido ao «efeito negativo do mark-to-market da Nos e à menor contribuição da Sonae Sierra». Em comunicado, Ângelo Paupério, co-CEO da Sonae, considera, porém, que «em termos operacionais, os resultados são globalmente positivos, embora traduzindo realidades distintas nos diferentes negócios».

No retalho alimentar, o volume de negócios da Sonae MC subiu 3,6%, para 1,6 mil milhões de euros, ao passo que o retalho especializado da Sonae SR registou um crescimento de 5,5%, chegando aos 614 milhões de euros. Também a Sonae IM, unidade de Gestão de Investimentos, viu o volume de negócios aumentar 1,9% face ao primeiro semestre de 2015.

A Sonae destaca ainda o desempenho positivo a nível internacional, área que cresceu 13,6%.

Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
Pela primeira vez, há uma portuguesa a presidir a Multilaw
Automonitor
Via Verde Estacionar chega à Maia