L’Oréal acusada de publicidade enganosa nos Estados Unidos

A Food and Drug Administration (FDA), o regulador norte-americano para produtos alimentares e medicamentos, acusa a empresa de cosméticos L’Oréal de promover alguns produtos anti-rugas como se fossem medicamentos.

Em causa estão alguns produtos da Lancôme USA, filial norte-americana da L’Oréal, entre eles a linha “Génifique Youth Activate Concentrate”. De acordo com a FDA, citada pela agência Reuters, a marca tem comunicado no mercado norte-americano que os produtos “aumentam a actividade dos genes” e “estimulam a regeneração das células”, entre outros efeitos que alegadamente reduzem os sinais de envelhecimento.

Ora, à luz da legislação naquele mercado, qualquer produto destinado a afectar a estrutura ou funcionamento do corpo humano é classificado como medicamento, estando a sua comercialização dependente da aprovação da FDA, que testa a sua eficácia e segurança.

A FDA pediu à L’Oréal que tome “com urgência medidas para corrigir as infracções ligadas a todos estes produtos”, sendo que a empresa deve reportar à autoridade as medidas que pretende adoptar no espaço de 15 dias úteis. Caso contrário, a FDA poderá avançar com acções contra os fabricantes e distribuidores, bem como para a suspensão dos produtos em causa.

Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
Isabel Barros distinguida com prémio «Excelência» na liderança. Foi a única portuguesa
Automonitor
Portugal a caminho de bater recorde de produção anual