Lisboa proíbe tuk tuk no Bairro Alto, Alfama e Castelo

Já está publicado o despacho que proíbe o acesso de veículos turísticos a determinadas zonas mais movimentadas da cidade de Lisboa. Os tuk tuk, pequenos veículos motorizados que tanta discussão têm causado entre os moradores e comerciantes lisboetas, fazem parte da lista dos impedidos de circular em algumas das ruas do Bairro Alto, de Alfama e do Castelo, segundo noticia o jornal Público.

No despacho publicado ontem, é dado aos serviços municipais um prazo de 15 dias para assinalarem as mudanças nas zonas da cidade mencionadas. Assinado por Fernando Medina, presidente da Câmara Municipal de Lisboa, o documento faz referência à “proliferação de empresas prestadoras de serviços relacionados com a realização de serviços turísticos que, mediantes remuneração, transportam visitantes em veículos especificamente adaptados, nas vias estradais municipais”.

Fernando Medina reconhece que este tipo de serviços tem contribuído para a valorização da cidade enquanto destino turístico mas lembra que os mesmos também provocam efeitos negativos. Entre as queixas e reclamações apresentadas nos últimos meses, encontra-se a obstrução à normal circulação, as condições de estacionamento e ainda o ruído causado pelos veículos e motores de explosão.

O mesmo despacho informa que serão criados 116 locais de paragem, distribuídos por 24 localizações, e ainda que a circulação dos veículos fica restringida ao período entre as 9 e as 21 horas.

Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
Acompanha aqui o lançamento oficial do Sapo Prime, uma nova forma de comprar conteúdos jornalísticos
Automonitor
Europa: Vendas da Hyundai superam mercado