Jovens ibero-americanos não vivem sem o smartphone

91% dos jovens ibero-americanos considera o smartphone algo imprescindível e afirma que não consegue sair de casa sem ele. Ainda assim, apenas 37% voltaria atrás para ir buscar o telemóvel, caso se esquecesse, e 9% diz mesmo que não é um elemento essencial no seu dia-a-dia. Os dados são do mais recente inquérito realizado pela comunidade Universia – Trabalhando e que envolveu 5506 participantes.

O objectivo da sondagem era perceber qual o nível de dependência dos jovens relativamente ao smartphone, sendo que 54% dos inquiridos considera ser dependente. Os resultados revelam ainda que 18% dos jovens passa mais de oito horas por dia ligado ao equipamento. Por outro lado, 44% afirma dedicar menos de quatro horas ao smartphone e 37% diz passar entre quatro e oito horas.

As actividades de eleição são a troca de mensagens e a utilização do WhatsApp (27%), falar ao telefone (22%), a consulta de páginas web (20%), o acesso a redes sociais (19%) e a utilização de jogos e aplicações (11%). O mesmo estudo conclui ainda que para 57% dos jovens ibero-americanos, o uso do smartphone conduz a distrações, sendo que 35% afirma inclusivamente já ter sido chamado à atenção em aulas ou reuniões.

Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
Page Assessment tem novo Executive manager
Automonitor
Conselhos para conduzir à chuva