Jovens dão exemplo de fair-play no futsal

Quando os atletas de futsal do clube Academia Desportiva Infantil e Juvenil Bairro Miranda (ABM), do escalão de Benjamins, entrarem em campo no próximo sábado, dia 16, não levarão os seus nomes nas camisolas. Na esperança de darem o exemplo aos adultos, os jovens jogadores envergarão frases como “Não grites comigo”, “Sou ainda uma criança”, “Perdemos? Mérito do adversário” ou “O árbitro é humano”.

A iniciativa faz parte de uma campanha de promoção de fair-play no futsal português, que será replicada no dia seguinte junto do escalão de Infantis. O objectivo é lembrar os pais, que muitas vezes têm uma conduta imprópria durante os jogos, que é importante ter um comportamento correcto para com os jogadores, árbitros e técnicos.

«Nos últimos anos temos assistido cada vez mais a excessos de violência verbal, mas também física, dentro e fora dos pavilhões, razão pela qual nos levou na presente temporada a desenvolver este projecto», explica Carlos Félix, presidente do clube promotor da iniciativa. «Há que consciencializar e mudar definitivamente.»

A Academia Desportiva Infantil e Juvenil Bairro Miranda é um clube sediado no concelho de Montijo. Na temporada 2018-2019 recebeu por parte da Associação de Futebol de Setúbal o Cartão Branco/Fair Play, prémio que incentiva as boas práticas competitivas no âmbito do Troféu de Ética Desportiva (Plano Nacional de Ética Desportiva) do Instituto Português do Desporto e Juventude (IPDJ).

Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
Deloitte tem nova liderança no Marketing e Comunicação
Automonitor
Elétricos: Galp vai inaugurar primeiro ponto de carregamento em São Miguel