Joana Mota Capitão: a joalharia era inevitável

Os hábitos e histórias das duas avós haveriam de lhe moldar o futuro. Por isso, depois do Design de Interiores, Joana Mota Capitão enredou-se na ourivesaria. E já dá provas, cá e lá fora.

Texto de M.ª João Vieira Pinto

Era inevitável, diz. O gosto pela arte e por tudo o que é manual cruza-se com a vida de Joana Mota Capitão desde sempre. A avó materna (antiquária de profissão), entre outras coisas, comprava peças de joalharia antigas e danificadas, que ela própria transformava e lhes dava uma “nova vida”. Joana, essa, ficava a contemplar. Mais tarde, por isso, este gosto revelou-se a sua paixão, o que a levou a enveredar por Joalharia depois de uma licenciatura em Design de Interiores.

Para ler o artigo na íntegra consulte a edição de Outubro de 2018 da revista Marketeer.

Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
A sua empresa pode fazer sorrir crianças hospitalizadas. Saiba como.
Automonitor
Novo Alpine A110S pronto para encomendar em Portugal