iPhone 5 ainda não chegou às lojas mas já bate recordes

A Apple anunciou que as pré-encomendas para o seu novo smartphone, o iPhone 5, ultrapassaram os dois milhões de unidades em apenas 24 horas, o que praticamente duplica o recorde de encomendas alcançado com o anterior modelo, o iPhone 4S. A reacção do mercado já elevou as acções da empresa acima dos 700 dólares.

As pré-encomendas online para o iPhone 5 esgotaram na primeira hora. Devido ao volume de pré-reservas registado até agora, que excede o stock inicial, alguns dos smartphones só serão entregues no mês de Outubro, informou a Apple em nota de imprensa, citada pela agência Bloomberg. Ainda assim, a maioria das encomendas serão entregues no próximo dia 21 de Setembro, como inicialmente previsto, esclarece. Quanto ao mercado português, o iPhone 5 chegará às lojas das operadoras Vodafone, TMN e Optimus no próximo dia 28.

«As pré-encomendas do iPhone 5 esmagaram o anterior recorde detido pelo iPhone 4S, e a resposta dos consumidores ao novo modelo tem sido fenomenal», afirmou Phil Schiller, senior vice president of Global Marketing da Apple. O iPhone é o produto mais rentável da empresa liderada por Tim Cook representando, segundo a Bloomberg, cerca de dois terços das vendas globais da companhia.

Também a AT&T, a maior operadora de telecomunicações dos Estados Unidos, divulgou ontem um comunicado onde afirma que já recebeu mais pré-encomendas para o iPhone 5 no primeiro dia do que tinha recebido pelos modelos anteriores no dia inicial e no fim-de-semana seguinte. Contudo, a empresa não adiantou números concretos.

O iPhone 5 foi apresentado no passado dia 12 em São Francisco, Estados Unidos. Entre as principais novidades encontra-se o aumento do tamanho do ecrã (quatro polegadas, contra as 3,5 polegadas do seu antecessor), a incorporação do novo sistema operativo móvel da marca, o iOS 6, e de um processador A6, bem como a capacidade de ligação a redes móveis 4G (funcionalidade que, em princípio, não estará disponível no mercado português). O novo modelo é também 18% mais fino e 20% mais leve do que o iPhone 4S.

A surpreendente resposta dos consumidores ao novo iPhone contribuiu para catapultar novamente o valor das acções da Apple para níveis históricos. Com efeito, a companhia norte-americana ultrapassou, pela primeira vez, a barreira dos 700 dólares por acção e distanciou-se como a empresa mais valiosa do mundo por capitalização bolsista. Ontem, os títulos da empresa chegaram a valer 701,79 dólares (cerca de 537,26 euros) por acção perto do final da sessão, de acordo com a Bloomberg. Segundo a mesma fonte, as acções da empresa já valorizaram 73% desde o início do ano.

Ler Mais
Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
Zmar tem novos directores para os Departamentos Comercial e de Marketing
Automonitor
Confirmado: Peugeot 508 Sport Engineered chega em 2020