Interesse por festivais e futebol aumenta em Portugal

O interesse pelos festivais de música e pelo futebol tem vindo a aumentar: na música, subiu de 51 para 57%; no futebol, de 39 para 49%. De acordo com dados da Scopen, que comparam 2017 com 2018, o desporto (futebol) e os festivais de música ocupam os primeiros lugares do top de interesse declarado espontâneo por parte dos portugueses. São seguidos por cinema, teatro e eventos sociais (festas nocturnas e sunsets, por exemplo).

Entre os consumidores de cerveja, o futebol mostra ser a área de maior interesse, seguido pelos festivais de música. Considerando apenas os youngsters, a tendência muda: o cinema sobe para o primeiro lugar, à frente dos festivais de música e do desporto.

O mesmo relatório da09 Scopen indica que o Nos Alive é o festival com maior notoriedade espontânea, subindo de 33% em 2016 para 58% no ano passado e 64% este ano. O Rock in Rio e o Meo Sudoeste ocupam as posições seguintes e o Super Bock Super Rock completa o top 5 de 2018.

Relativamente aos consumidores de cerveja, o Nos Alive e Rock Rio também são os festivais com maiores níveis de notoriedade. O terceiro lugar é o único que muda quando falamos de público em geral ou de youngsters: Super Bock Super Rock e Meo Sudoeste, respectivamente.

No futebol, os níveis de interesse/preferência são mais fortes no que diz respeito à Selecção Nacional e aos jogos da 1.ª Liga. Entre os que bebem cerveja, a ordem inverte-se, tanto no geral como nos youngsters.

A Scopen indica, ainda, que a Meo é a marca que lidera o top-of-mind dos consumidores na música e festivais, seguida pela Super Bock, Nos, Vodafone e Sagres. Esta ordem verifica-se desde 2016. Já no futebol, a Sagres é a marca top-of mind, seguida pela Meo, Nos, Super Bock e Adidas.

Ler Mais
Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
Outubro 2019
Automonitor
Já viu o novo ultracompacto 100% elétrico da Toyota?