Instagram e WhatsApp ameaçam Facebook em Portugal

O Facebook ainda é a rede social onde mais portugueses têm perfil criado, mas vê o seu reinado ameaçado pelo Instagram e WhatsApp – também detidos pela empresa de Mark Zuckerberg. De acordo com o estudo “Os Portugueses e as Redes Sociais 2019”, a notoriedade espontânea top of mind do Instagram duplicou de 2018 para este ano.

Desde 2013, o Instagram multiplicou por cinco o número de referências espontâneas entre os inquiridos pela Marktest, chegando aos 85%. Este resultado contrasta com os 98% verificados relativamente ao Facebook.

O estudo indica ainda que mais de 95% dos inquiridos tem conta criada no Facebook. O Instagram, por seu turno, quadruplicou o número de utilizadores desde 2013, aproximando-se dos 68%. O WhatsApp também duplicou este indicado em três anos, tornando-se a segunda rede com mais utilizadores no mercado nacional (74%).

De acordo com a Marktest, o cruzamento destes números dá força a outra conclusão: “a tendência para o abandono de uso de redes sociais em Portugal está em quebra, com apenas 18,8% dos utilizadores de redes sociais a afirmarem ter deixado de usar alguma redes social nos últimos 12 meses.”

Snapchat foi a rede mais abandonada, seguida pelo Twitter, Facebook, LinkedIn e Tumblr. A falta de interesse é a razão mais apontada.

O estudo revela ainda que o smartphone lidera a lista de equipamentos mais utilizados para aceder às redes sociais, com quase 90% de referências. Logo depois aparecem os computadores e tablets, com ligeiras quebras.

Ler Mais
Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
Automonitor
Hyundai promete novo SUV híbrido plug-in para Los Angeles