Inovação – o oceano azul para as PME´s

rp


Recentemente, o Barómetro de Inovação revelou que Portugal tem um potencial desperdiçado.

“Portugal tem falta de capacidade para transformar o potencial de inovação em resultados concretos, com impacto económico e social.”

Porquê?

Porque a maioria das entidades promotoras de inovação e o conjunto de empreendedores e empresários não elegeram o Marketing como o principal pilar da Inovação.

O Marketing existe para desenvolver os negócios, para orientar e validar novas soluções de produtos e serviços, que respondam a necessidades e desejos do mercado. O que faz uma empresa é a sua marca, a sua oferta e as suas ideias, tudo o resto é instrumental.

Uma empresa para assumir uma cultura inovação, terá de genuinamente considerar que:

  • A inovação é arriscada, mas a falta dela pode ser fatal;
  • Tem de desenvolver um Processo de Gestão de Inovação simples e eficaz;
  • Tem de eleger um team multi-disciplinar para integrar esse processo;
  • Tem de formalizar o consumer insight no início do processo;
  • Tem de seleccionar um team líder marketing-oriented;
  • Tem de integrar a fase de lançamento no processo de gestão de inovação;
  • Tem de avaliar e medir resultados.

Mais gestão de processo, mais regra, mais disciplina, com muita criatividade são os ingredientes certos para encontrar produtos e serviços originais e relevantes.

Só com esta cultura de inovação é que o universo de PME´s em Portugal, poderá vir a encontrar oceanos azuis, ou seja, espaços de mercado para produtos únicos e… made in Portugal.

<

Texto de Rafael Cerveira Pinto

Managing partner da Squadra

Ler Mais
Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
Outubro 2019
Automonitor
Já viu o novo ultracompacto 100% elétrico da Toyota?