IKEA quer fazer parte da solução para alterações climáticas

«Combater as alterações climáticas é, para nós, um factor de inovação, investimento e renovação». Quem o disse foi Peter Agnefjäll, presidente e CEO do Grupo IKEA, aquando do seu discurso na Cimeira do Clima, em Paris. O responsável acredita que a IKEA pode fazer parte da solução para os problemas climáticos que o planeta enfrenta e deu como exemplo o investimento de mil milhões de euros para “acelerar a transição para uma economia com baixas emissões de carbono”, como é referido em comunicado.

O objectivo para 2020 é produzir tanta energia renovável como a que o grupo consome nas suas operações. Para já, a IKEA concluiu a conversão de toda a gama de iluminação para LED, mudança que, segundo a marca sueca, permite reduzir em 85% o consumo de energia. As lâmpadas LED têm ainda um tempo de vida maior, chegando aos 20 anos.

Segundo Steve Howard, chief sustainability officer do Grupo IKEA, as LED são um excelente exemplo de um produto que responde às necessidades dos consumidores e que ajuda, em simultâneo, o ambiente. «Os nossos clientes estão preocupados com as alterações climáticas e sabemos que vão sempre optar por produtos mais sustentáveis se forem acessíveis e oferecerem claros benefícios.» O responsável falou durante o lançamento do Global Lighting Challenge do COP21, iniciativa que visa atingir vendas globais acumuladas de 10 mil milhões de produtos de iluminação altamente eficientes e de qualidade durante os próximos cinco anos.

Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
Portugal atraiu 610 estrangeiros «altamente qualificados» através deste programa
Automonitor
Regulamento da mobilidade elétrica obriga a celebrar contratos de adesão