HP lança computador feito a partir de plástico dos oceanos

O primeiro computador portátil com plástico proveniente dos oceanos na lista de materiais é da responsabilidade da HP. A tecnológica desenvolveu um equipamento que permite dar nova vida aos resíduos de plástico que poluem os ecossistemas marinhos e também algumas ruas: é do Haiti que chegam as garrafas para o processo de reciclagem.

Apesar de apenas uma pequena parte do HP Elite Dragonfly ser produzida a partir deste material, representa uma inovação no mercado dos computadores. Segundo a Fast Company, o plástico das garrafas recolhidas é utilizado nas colunas deste equipamento, sendo que a HP afirma ter juntado mais de 35 milhões de garrafas do Haiti desde 2016 para dar vida a projectos como este.

Antes do HP Elite Dragonfly, a marca já tinha utilizado plástico reciclado em cartuchos de tinta para impressão e num monitor. Agora, avança para os computadores, estando já a preparar novos modelos para 2020: no próximo ano, todos os computadores das gamas HP Elite e HP Pro terão elementos deste material.

«Faz parte da nossa visão de caminhar em direcção a uma economia circular e, na verdade, reinventar toda a nossa cadeia de fornecimento» explica Ellen Jackowski. Em declarações à mesma publicação, a global head of Sustainability Strategy & Innovation da HP conta que é difícil e que não estão totalmente certos de como conseguirão atingir os objectivos traçados, mas o que é certo é que esperam aumentar para 30% a quantidade de plástico reciclado utilizado nos produtos da marca até 2025.

Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
Patrões portugueses são os menos instruídos da Europa
Automonitor
História: O dia em que o Papamóvel foi salvo