Hipers e discounts perdem quota em 2009

image4Em 2009, as cadeias de hard discount como Lidl ou Minipreço/Dia viram as suas quotas de mercado cair 1,2%, de acordo com o barómetro de vendas da Associação Portuguesa de Empresas de Distribuição (APED). Uma maior queda de quota foi ainda registada pelos hipermercados, que passaram de 26,1%, em 2008, para 24,4% no ano passado, uma descida de 1,7%.

Já supermercados como Modelo ou Pingo Doce foram o único formato de retalho a crescer em 2009, com uma subida de 4,2%, para os 43,8% de quota de mercado.

Ainda segundo dados da APED, os consumidores portugueses terão ido menos vezes às compras, gastando mais em cada ida ao supermercado. As vendas de bens alimentares cresceram 1% e as de bens não alimentares caíram 4% (bens de entretenimento e medicamentos não sujeitos a receita médica foram os únicos a registar crescimento).

As vendas na electrónica de consumo cairam 9%, com a maior descida a registar-se na informática (menos 17%) e nas telecomunicações (menos 12%). Todavia, a venda de televisores LCD e de smartphones terá aumentado 12% e 57%, respectivamente.

Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
O impacto da Inteligência Emocional nas empresas
Automonitor
Está grávida? Veja o que deve (e não deve) fazer se for conduzir