Havas vai continuar às compras este ano

A Havas vai dar seguimento à onda de aquisições durante este ano. Quem o diz é Yannick Bolloré, CEO da Havas, que acredita que o grupo irá encontrar encontrar um ano forte ao longo dos próximos meses, à semelhança do que aconteceu em 2015. Em declarações à AdAge, a propósito dos resultados do último ano, o também chairman da Havas afirmou que «será outro ano de crescimento para a indústria e para a Havas» e que os Estados Unidos da América e a Europa vão continuar a tem bons resultados mas que também está na expectativa em relação à América Latina.

Quanto às mudanças no modelo económico da China, Yannick Bolloré conta que é possível que as mesmas afectem alguns dos clientes do grupo. O mesmo poderá acontecer na Rússia devido às sanções económicas e quebra nos preços do petróleo e gás.

No último ano, a Havas registou um crescimento orgânico de 5,1%, impulsionadas pelas aquisições que realizou – com destaque para a compra da Fullsix. As receitas também beneficiaram e alcançaram um aumento de 17,3% para 2,43 mil milhões de dólares (2,2 mil milhões de euros). Ao todo, o grupo francês realizou mais aquisições em 2015 do que nos três anos anteriores combinados.

Adicionalmente, a Havas apresentou 1,85 mil milhões de dólares (1,7 mil milhões de euros) em novos negócios, em 2015, incluindo a Ubisoft e a Danepak. Na Europa, o crescimento do grupo foi de 4,7%, abaixo da subida de 6,4% na América da Norte e de 7% na região Ásia-Pacífico.

Recorde-se que, como foi confirmado na semana passada, o português Ricardo Monteiro, presidente global da Havas Worldwide e CEO da Havas Worldwide Ibero-America, vai no final de 2016 deixar todas as suas funções no grupo Havas, pondo fim a um percurso de mais de 17 anos.

Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
Câmara de Lisboa vai contratar mais de 500 pessoas em diversas áreas
Automonitor
OK! teleseguros no Salão Automóvel Híbrido e Elétrico do Porto