Happy Code ensina crianças e jovens a programar

Do Brasil para Portugal, a Happy Code já abriu a sua primeira escola em Lisboa, no bairro de Campo de Ourique. Dirigida a crianças e adolescentes entre os 5 e os 17 anos, a Happy Code tem como missão ensinar os mais novos a programar, tendo por base uma ligação constante entre o código e os jogos.

“A verdadeira língua universal do mundo digital é, para além do inglês, a linguagem de programação”, refere o projecto em comunicado. “Conhecê-la e dominá-la constitui uma ferramenta essencial do século XXI”, acrescenta a Happy Code, que se apresenta como a solução para a dificuldade do ensino regular em acompanhar as mudanças dos tempos.

Os cursos da Happy Code são, por isso, indicados para todos os jovens e não somente para os que desejem seguir uma carreira profissional neste campo. Até porque são vários os benefícios associados à programação, nomeadamente o desenvolvimento das capacidades criativas e de raciocínio.

Além dos cursos regulares, compostos por 18 aulas de 90 minutos cada, a Happy Code conta também com cursos de curta duração. “Youtuber” e “Minecraft Modding” são exemplo disso.

No Brasil, onde foi fundada por Rodrigo Santos em 2015, a Happy Code conta já com 50 escolas. Por cá, a marca é representada por Pedro Teixeira e Luís Leitão, que pretendem alargar o conceito ao resto do País, numa lógica de franchising. Novas escolas deverão abrir ainda este ano.

A par dos espaços próprios, a Happy Code em Portugal está a desenvolver parcerias com outros estabelecimentos de ensino e empresas, levando os seus cursos a novos locais. Actualmente, são 120 os alunos a aprender programação segundo o modelo Happy Code.

Ler Mais
Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
A sua empresa pode fazer sorrir crianças hospitalizadas. Saiba como.
Automonitor
Novo Alpine A110S pronto para encomendar em Portugal