Grupo Impresa regressa aos lucros

balsemao-e-pedro-norton_2Apesar da quebra do lado das receitas, o Grupo Impresa conseguiu atingir um resultado líquido consolidado de 3,2 milhões de euros no primeiro semestre, que compara com o prejuízo de 1,1 milhões de euros no mesmo período do ano passado.

Os resultados devem-se sobretudo ao desempenho no segundo trimestre do ano, no qual os lucros do Grupo Impresa subiram 86,1%, em termos homólogos, para 4,1 milhões de euros, anunciou o grupo de media em nota de imprensa.

No semestre, as receitas globais do dono da SIC, Expresso e Visão, entre outros títulos, caíram 3,3%, em termos homólogos, para 112,3 milhões de euros. A quebra das receitas foi sobretudo provocada pela diminuição de 10,2% dos proveitos publicitários, para 55,7 milhões de euros, que compara com os 62 milhões de euros arrecadados no mesmo período do ano transacto. As receitas publicitárias recuaram 9% no negócio de televisão e 13,8% no segmento de publishing, mas subiram 69,9% na área multimédia.

Já as receitas de circulação caíram 9,4%, para 13,5 milhões de euros, “reflectindo também a contracção da economia e a descontinuação de alguns títulos”, refere o Grupo Impresa. Recorde-se que, no ano passado, o grupo decidiu o encerramento de cinco revistas das áreas de decoração e automóvel.

O plano de reestruturação da empresa, que implicou um processo de rescisões em algumas publicações, permitiu uma redução de 7,3% do custos operacionais (excluindo amortizações e depreciações), com os custos fixos a caírem 9,2%. Desta forma, o resultado antes de juros, impostos, depreciações e amortizações (EBITDA) cresceu 36,5%, em termos homólogos, para 14,2 milhões de euros.

No final de Junho, a dívida líquida do Grupo Impresa saldou-se em 201,4 milhões de euros, o que significa uma redução de 17,4 milhões em termos homólogos.

Ler Mais
Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
A sua empresa pode fazer sorrir crianças hospitalizadas. Saiba como.
Automonitor
Já conhece os novos sinais de trânsito?