Grupo Dia vê lucro recuar 41,8%

O Grupo Dia, que detém os supermercados Minipreço, registou um resultado líquido atribuído de 174 milhões de euros, no ano passado, o que representa uma quebra de 41,4% face a 2015. Em comunicado, revela ainda que também as vendas líquidas recuaram 0,6% para 8,8 mil milhões de euros. Já o EBITDA ajustado subiu 2,4% para 625,1 milhões de euros.

Contudo, perante um cenário de quebra, o resultado líquido ajustado do grupo registou uma melhoria de 1,8% para 258,6 milhões de euros, sendo este valor calculado a partir do lucro atribuído mas excluindo outros gastos e despesas de reestruturação.

Ricardo Currás, conselheiro delegado do Grupo Dia, explica que as prioridades da organização para 2016 eram claras: «Crescimento de vendas, geração de caixa e orientação ao cliente.» O mesmo responsável garante que os objectivos foram cumpridos e refere que as vendas comparadas consolidadas cresceram 8,7%, «um registo recorde da empresa desde a sua entrada em bolsa em 2011, com uma contribuição comparável positivas de todas as zonas geográficas em que está presente».

Ricardo Currás destaca ainda a redução da dívida do grupo em 254 milhões de euros e aponta um crescimento anual médio de vendas brutas de 7% para o período de 2016-2018. No mesmo documento, o Grupo Dia informa que o Conselho de Administração vai propor o pagamento de dividendos de 0,21 euros por acção.

No final de 2016, o Grupo Dia contava com 623 lojas em Portugal, das quais 367 próprias e 256 em regime de franchising. Foram abertas duas novas lojas ao longo do ano.

Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
Esta ferramenta promete vir revolucionar a Segurança e Saúde no Trabalho
Automonitor
Está grávida? Veja o que deve (e não deve) fazer se for conduzir