Grant’s True Tales: «O sucesso nunca é individual»

Grants3_2Arrancou ontem a terceira edição do festival de storytelling Grant’s True Tales, no Cinema São Jorge, em Lisboa, que estreia também a nova plataforma de comunicação da marca à escala global, “Stand Together”.

Depois de ter dado a conhecer estórias individuais, com o objectivo de associar a marca ao território do storytelling, o objectivo da Grant’s passa agora por divulgar estórias de sucesso partilhado. Em entrevista à Marketeer, António Carvalhão, brand manager Grant’s em Portugal, e Muiris Ó Riada, global marketing manager, explicam como.

Esta é a terceira edição do festival Grant’s True Tales em Portugal. Quais as expectativas para este ano?

António Carvalhão (AC) – Este é um conceito que tem vindo a crescer ao longo dos anos e que tem tido um sucesso estrondoso. Em 2012 tínhamos tido 1500 pessoas no Teatro Tivoli, mas a necessidade de fazer crescer o conceito trouxe-nos até ao Cinema São Jorge, onde ocupamos três salas diferentes, uma de cinema documental, outra com 150 lugares para sessões mais intimistas e a sala grande que permite replicar o que tínhamos no Tivoli. Com esta mudança, no ano passado conseguímos um número recorde de 2500 pessoas e este ano estimamos chegar às 3000.

Quais as principais novidades para este ano?

AC – Nesta edição alteramos a estrutura do festival em relação aos formatos. O storytelling clássico, que está na origem do True Tales, mantém-se com duas sessões, mas há uma nova sessão com dois elementos das manhãs da Rádio Comercial, Nuno Markl e Pedro Ribeiro. No fundo, eles vão dar vida à nova plataforma de comunicação da marca, “Stand Together”, onde defendemos que o sucesso nunca é individual e deve ser partilhado com alguém. A Rádio Comercial é o exemplo de uma equipa cujos elementos já estão juntos há muitos anos, conseguiram construir algo e hoje estão aqui a celebrar isso. O mesmo aconteceu na primeira sessão, onde quatro fadistas de renome contaram como se inspiraram noutros artistas para obter o sucesso que hoje têm.

Este ano temos também uma sessão apresentada por Fernando Alvim onde vamos ter 12 contadores de estórias anónimos a subir ao palco.

Em que medida é que este novo conceito “Stand Together” influencia a estratégia da Grant’s à escala global?

Muiris Ó Riada – Ao contrário de outras marcas de uísque que falam sobre o poder dos indivíduos e a luta pelo sucesso individual, nós achamos que a vida é muito mais enriquecedora se formos através do sucesso colectivo e partilharmos os nossos feitos. Para nós, é também um conceito mais alinhado com o hábito de beber uísque, uma vez que as pessoas gostam de beber com os amigos ou com a família. Esta será a nossa plataforma de activação para os próximos anos.

É também uma espécie de evolução do conceito “True Tales” e da própria marca. A marca está a tornar-se mais contemporânea, mais focada no consumidor e no que ele gosta de fazer. O acto de beber uísque é muito associado à partilha de estórias e para nós essas estórias devem falar sobre o sucesso grupal. Queremos mostrar como é que pessoas de várias gerações e diferentes áreas, desde o desporto à cultura, se inspiram umas às outras para alcançarem os seus objectivos comuns.

De que forma é que o festival True Tales tem ajudado a posicionar a marca no mercado português?

AC – Em primeiro lugar, ajuda-nos a divulgar a história da marca, que está nas mãos da família fundadora há cinco gerações, de uma forma envolvente. Por outro lado, procuramos rejuvenescer o target da marca, aproximando-nos das pessoas na casa dos 30 anos.

O True Tales começou como sendo um evento para uma plateia restrita e hoje é um evento de massas. Quais os próximos passos?

 

AC – Em primeiro lugar, queremos perceber qual será a reacção do público à nova plataforma de comunicação “Stand Together” e aos novos formatos, para depois decidirmos se devemos seguir a mesma linha e reforçá-la ou se temos que dar um passo atrás e voltar ao registo anterior. Neste momento é ainda um pouco prematuro fazer previsões sobre o futuro.

Texto de Daniel Almeida

 

Ler Mais
Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
A sua empresa pode fazer sorrir crianças hospitalizadas. Saiba como.
Automonitor
Novo Alpine A110S pronto para encomendar em Portugal